Primeira audiência pública sobre mortandade de animais nas propriedades rurais gera ótimos resultados

A Audiência Pública pretende preencher o vácuo legislativo existente sobre o tema

Deputado Schiavinato, presidiu a Audiência Publica

Às 9 horas da última segunda-feira (10), o presidente do legislativo paranaense, deputado Ademar Traiano deu início no plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná a Audiência Pública que tratou do tema “mortandade animal nas propriedades rurais: destinação das carcaças”, por proposição do deputado Schiavinato.

A mesa de trabalho foi composta pela chefe geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Janice Zanella; Inácio Kroetz, presidente da agência de defesa agropecuária do Paraná; Roni Tadeu Barbosa, diretor de Qualidade e Defesa Agropecuária da secretaria de Agricultura de Santa Catarina; Gil Bueno Magalhães, superintendente federal de Agricultura do Paraná.

Também estiveram presentes os deputados Anibelli Neto do bloco da Agricultura Familiar, Claudio Palozzi do bloco Agropecuário, Cristina Silvestri, Élio Rusch, Nelson Luersen, Pedro Lupion presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da ALEP, Rasca Rodrigues, Wilmar Reichembach e o deputado federal Sérgio Souza integrante da comissão de Agricultura da Câmara Federal.

Também estiveram representadas importantes entidades e associações, cooperativas, frigoríficos, universidades e produtores que contribuíram com o debate.

Usaram a tribuna Jacir Dariva da Associação Paranaense de Suinocultores (APS), Norberto Manz, da Associação Municipal Suinocultores de Toledo, Lucas Cypriano da Associação Brasileira de Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA), Eliana Bonadese da Aurora Alimentos, Enori Barbieri da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC), Leoclides Bisognin, secretário de meio ambiente de Toledo, Rogério Massing representante da Câmara Municipal de Toledo, Everton Lupis Krabbe da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e Pieter van der Meer da Cooperativa Frísia (Batavo Cooperativa Agroindustrial).

Várias alternativas foram apresentadas, entre elas a regulamentação da retirada das carcaças das propriedades rurais e seu transporte, os métodos de compostagem, a reciclagem animal além de abordadas questões trabalhistas, ambientais e econômicas que o tema gera atualmente.

Para o presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – ADAPAR, Inácio Kroetz, os métodos atuais não são suficientes para resolver os problemas do cenário atual, “temos que pensar em alternativas para que essas carcaças possam ser retiradas das propriedades e processadas de maneira que respeitem a sanidade e a rastreabilidade”.

O presidente da audiência, deputado Schiavinato afirmou que não deixará com que a mobilização iniciada nesta audiência seja esquecida. ”Não adianta taparmos o sol com a peneira, o problema existe e precisamos ter a maturidade de encontrar soluções, que não são fáceis. O diálogo com os técnicos e com o setor produtivo continua” afirmou Schiavinato.

O próximo passo, segundo Schiavinato, será formar um grupo de deputados integrantes da comissão de Agricultura e dos blocos Agropecuário e da Agricultura Familiar para levar as demandas até a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu. Na pauta estará a busca por autonomia para que os Estados possam deliberar sobre a alternativa mais condizente com suas realidades, e se consiga, com isso preencher o vácuo legislativo que existe sobre o tema.

Ouça o áudio


Leia também:


Clóvis Cézar Pedrini Jr.
Ass. Comunicação
Dep. Estadual José Carlos Schiavinato
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora