TCU vai fiscalizar Itaipu


Uma toga-justa no Tribunal de Contas da União. No dia 29 de abril, o Acórdão 1014/15 do TCU decidiu que o Tribunal vai passar a fiscalizar as contas da Usina Binacional Itaipu, uma demanda de anos de órgãos de transparência. Ocorre que o novo advogado de Itaipu é Tiago Cedraz, filho do presidente do TCU, ministro Aroldo Cedraz. Então vice do tribunal, Aroldo visitou as instalações da usina em 2013, e meses depois foi nomeado advogado da empresa.

Impedimento
Tanto o TCU quanto Itaipu não veem conflito de interesse no caso. O ministro Cedraz deve se dizer impedido de votar, discutir ou relatar as contas, devido ao parentesco. 

Pente fino
A Eletrobras deve preparar relatório a ser enviado à Corte pela Secretaria de Controle Externo. O Item 9.4 cobra detalhes das ‘Despesas de Exploração’, e o 9.6, auditorias. 

Águas torrentes
A assessoria de Itaipu informou que não há relação entre a visita do ministro à usina (na qual foi recebido pelo setor jurídico) com a escolha de Tiago Cedraz para advogado. 

Radiografia
Em 2013, Cedraz apresentou ao TCU lista de 59 advogados. Se diz impedido de julgar ação que tenha os nomes como partes, inclusive o do filho. Tiago advoga também para o Partido Solidariedade. E seu escritório atuou como parte na frustrada tentativa de venda de refinaria da Petrobras na Argentina. Receberia US$ 10 milhões em honorários. 


Enfim, a lupa
Não é de hoje que há cobrança para que TCU fiscalize Itaipu. O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) já pressionou. Desde 2003 uma ação civil pública do MPF, que chegou ao STF, visa ‘condenar’ o tribunal a fiscalizar as contas da usina. Procurado, Tiago Cedraz informou que não há conflito e que ‘caberá ao STF decidir a questão’.

Pauta Paraná
news@conexaoparana.com
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora