Se Gleisi e Paulo Bernardo sabiam do Petrolão, logo o Planalto sabia, diz Youssef


O doleiro Alberto Youssef, em depoimento a CPI da Petrobras em sessão realizada nesta segunda-feira, 11, em Curitiba, fez a seguinte analogia: se a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido Paulo Bernardo (PT) sabiam do desvio de recursos da Petrobras para abastecer campanhas eleitorais, logo o Palácio do Planalto também sabia do esquema.

"A partir do momento que doutor Paulo Roberto Costa chega á minha pessoa é diz que Paulo Bernardo foi a ele pedir dinheiro para a campanha de sua esposa, Gleisi Hoffmann, chefe da Casa Civil, para a sua campanha de senadora em 2010, eu tenho de entender de que o Palácio (Planalto) sabia do que acontecia".

Nessa época, em que se refere Youssef, corria o ano de 2010. Paulo Bernardo era ministro de Planejamento do Governo Lula e Paulo Roberto Costa, diretor de Abastecimento da Petrobras. Gleisi, estava sem emprego e sem mandato (tentará se eleger senadora em 2006 e prefeita de Curitiba em 2008). Se elegeu em 2010 e tentou nova eleição, agora para governo do Paraná, em 2014, sob suspeita de utilizar o mesmo esquema da Petrobras já tendo passado pela Casa Civil por dois anos.

Pauta Paraná
news@conexaoparana.com
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora