Ciscopar oferece atendimento integral em Toledo e região


A população de Toledo e de mais 17 municípios do Oeste do Estado já está sentindo a diferença no atendimento público de saúde. O novo Centro de Especialidades do Paraná (CEP), em funcionamento desde março deste ano, modificou a forma com que as pessoas são atendidas, pois garante um cuidado integral ao paciente encaminhado à atenção especializada. 

Quem precisa realizar consultas, exames e tratamento especializado têm à disposição uma retaguarda de profissionais preparados para um olhar geral do estado de saúde do paciente. O cidadão sai do centro de especialidades com um plano de cuidado completo visando à melhoria de sua qualidade de vida e não apenas o tratamento de um problema pontual. 

O CEP da região de Toledo é o primeiro do Estado totalmente concebido a partir deste novo conceito, que prioriza um atendimento ágil, humanizado e multidisciplinar, levando em conta sempre a recuperação e o bem-estar do paciente. Construído com R$ 1,5 milhão em recursos do Governo do Estado, o novo prédio tem 1,5 mil metros quadrados e conta com espaços maiores, mais arejados e confortáveis. 

Com o aumento no número de consultórios, foi possível também agilizar o atendimento dos pacientes e reduzir o tempo de espera por uma consulta. A recepção, mais ampla, foi transformada em um verdadeiro espaço saúde, onde os usuários têm acesso a materiais educativos e podem assistir a vídeos relacionados à saúde e bem-estar. 

O governo estadual também investiu R$ 808 mil na compra de equipamentos para possibilitar a abertura do novo prédio. Foram adquiridos uma série de itens de mobiliário, aparelhos eletrônicos e de informática, utensílios médicos, entre outros equipamentos, como um ultrassom. 

EXEMPLO – De acordo com o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, a abertura deste novo serviço significa um marco na área de especialidades no Paraná, já que a experiência de Toledo será replicada para todas as regiões do Estado. “Nosso objetivo é implantar este modelo em outros centros de especialidades, garantindo que o paciente tenha acesso a todas as consultas e exames necessários em um único dia, em um único local e o mais perto de casa”, afirmou. 

Atualmente, o CEP de Toledo atende em média cerca de 350 pacientes por dia nos três blocos existentes – Ambulatório de Especialidades, Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e Ambulatório das Redes de Atenção à Saúde. A maioria é encaminhada pelas equipes das unidades da saúde da família dos municípios porque em alguns casos o paciente necessita de um acompanhamento mais especializado. 

O Centro de Especialidades dispõe hoje de profissionais nas áreas de ortopedia, cardiologia, endocrinologia, infectologia, obstetrícia, oftalmologia, dermatologia, pneumologia, psiquiatria, otorrinolaringologia, ginecologia, urologia, proctologia, cirurgia geral e vascular, cirurgia plástica, psicologia, enfermagem, serviço social, nutrição e farmácia. Ainda neste primeiro semestre, também será incorporado à equipe um profissional da área de reumatologia. 

NOVO CONCEITO – Segundo o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (Ciscopar), Vilmar Covatti, que administra o Centro de Especialidades, a grande diferença é que o paciente não passa apenas pela consulta e vai para casa. “Aplicamos um modelo de atendimento que visa o cuidado integral do paciente, ou seja, o encaminhamos para todas as especialidades que possam contribuir de alguma forma para a qualidade de vida deste cidadão”, destacou. 

Seguindo este conceito, o CEP de Toledo implantou uma ala específica dedicada à assistência integral de gestantes, bebês, hipertensos e diabéticos considerados de alto risco. Esta estratificação de risco é feita pelas equipes das unidades de saúde com base nas linhas guias estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde. 

Neste espaço, os pacientes são acompanhados por uma equipe multidisciplinar composta por médico, enfermeiro, nutricionista, psicóloga, farmacêutico, assistente social e técnico de enfermagem. Já na primeira visita ao Centro, o usuário passa por todos esses profissionais que, em conjunto, elaboram um plano de cuidado interdisciplinar para potencializar os resultados do tratamento. 

Além disso, eles recebem a assistência de cardiologistas, endocrinologistas e obstetras. O objetivo é acompanhar a evolução do quadro clínico e propor as alternativas de tratamento que melhor se adéquam à necessidade do paciente. Todo este trabalho é feito de forma integrada com a unidade de saúde a qual a pessoa está vinculada. 

ASSISTÊNCIA DIFERENCIADA – A primeira gestante atendida dentro desta nova dinâmica foi Eliane Venzel de Souza, 39, moradora de Toledo. Considerada gestante de risco por conta da idade e do histórico de aborto anterior, ela é um dos símbolos desta nova fase do centro de especialidades. 

“Tinha muito medo de que acontecesse algum problema durante minha gravidez e houvesse outro aborto. Com o passar dos meses, tudo foi dando certo e, graças a este pré-natal diferenciado, meu filho Davi nasceu bem”, disse ela após rever a equipe do centro pela primeira vez depois do nascimento do bebê. 

Diabética e hipertensa, Ivone Maria de Jesus, de 55 anos, também é outra paciente do Ambulatório de Redes de Atenção. Ela afirma que criou um vínculo afetivo com a equipe e agora seu tratamento vem dando melhores resultados. “Já conheço todos pelo nome. Percebo que os profissionais daqui realmente estão preocupados com a minha saúde e não apenas com o tratamento das doenças que tenho. Isso me anima e faz com que eu siga todas as orientações que eles me dão”, relata. 

ACOLHIMENTO – Caso alguém dê entrada no Centro com alguma alteração clínica mais grave, ou tenha que permanecer acamado à espera de uma consulta, o serviço dispõe ainda de cinco leitos de observação onde paciente e acompanhante podem aguardar de forma mais confortável. O local é utilizado principalmente por pessoas que chegam de ambulância e não têm condições de esperar sentadas. 

TRANSPORTE – Como muitos pacientes vêm de outras cidades da região, o Estado também incorporou recentemente cinco novos ônibus à frota de transporte sanitário dos municípios atendidos pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná. Os veículos são inteiramente adaptados para o transporte de pacientes, inclusive com plataforma elevatória para cadeirantes e ar-condicionado. 
www.pr.gov.br
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora