Mudança de hábito: consumo de frutas, verduras e legumes cresce 60% ao ano


Produto higienizado é alternativa para quem tem pouco tempo, mas não abre mão da saúde

Sempre em busca de praticidade, agilidade e conforto o brasileiro tem, cada vez mais, optado por escolhas saudáveis na hora de se alimentar. Essa atitude foi influenciada pela maneira com que a mídia passou a abordar doenças causadas pela má alimentação, como diabetes, obesidade e pressão alta. Além disso, a informação foi chegando ao consumidor por programas de culinária e alimentação saudável e uma onda fitness que invadiu as redes sociais.

Os aspectos positivos dessa mudança de hábito afetaram, também, o consumo de alimentos frescos como frutas, verduras e legumes (FLV), que chegou a ter um crescimento médio de 60% ao ano, segundo dados indicados por Takeshi Matsusako, associado da Aphortesp (Associação dos Produtores e Distribuidores de Hortifrútis do Estado de São Paulo). “Dentro dos alimentos frescos, o segmento que mais cresce é o de orgânicos. Com a busca maior pela sustentabilidade, produtor e consumidor final estão aderindo cada vez mais a esta prática de consumo”, diz Matsusako.

Outro produto que tem tido muito destaque, por garantir ao consumidor a facilidade e conveniência, são as saladas prontas, que já vêm embaladas e não precisam de lavagem, estão prontas para o consumo. “Nos últimos anos, só na Grande São Paulo, houve um crescimento de 30% no consumo de produtos higienizados. Para o produtor também é ótimo, porque passa a ser possível agregar valor na mercadoria, viabilizando investimentos em toda a cadeia produtiva”, declara o associado.

Quanto à aceitação do consumidor em relação a novos produtos, o associado diz que tem sido maior que a esperada. Um exemplo é a linha de tomates especiais e alfaces mini, assim como a alface americana e a rúcula hidropônica, que também vem em uma crescente de consumo.

O cuidado em ter uma alimentação saudável tem como público principal as mulheres, que se preocupam com a forma do corpo, sem deixar a saúde de lado. “Hoje o mix de saladas como acompanhamento é muito presente no hábito do consumidor, principalmente do público feminino e de solteiros. Inclusive, por esse motivo, fizemos uma linha de higienizados com 90g de saladas, uma maneira prática e rápida para quem quer consumir salada, lembrando que é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) consumir FLV diariamente, cinco porções ao dia”, explica o associado.

E as saladas prontas para consumo também despertam maior interesse das crianças, pois elas são coloridas. Quanto mais colorida, melhor: mais nutrientes, vitaminas, fibras e minerais que auxiliam na proteção da saúde e ajudam na prevenção de doenças.  “Assim o ideal para ter hábitos saudáveis é começar desde cedo e cabe aos pais introduzir FLV nos cardápios diários das crianças. As saladas prontas coloridas facilitam este processo, por serem atrativas, seguras e práticas”, completa Matsusako.

Sobre a Aphortesp:

A Aphortesp (Associação dos Produtores e Distribuidores de Hortifrútis do Estado de São Paulo) foi criada em 2004, sendo atualmente composta por 12 associadas e com uma rede de mais de 700 produtores parceiros fornecendo frutas, legumes e verduras (FLV). O objetivo da Associação é representar o segmento de hortifrúti, promovendo a difusão de conhecimento científico, tecnológico, de comercialização e de marketing. Além da integração da cidade e do campo, difundindo e valorizando o trabalho do produtor de hortifrúti. Saiba mais sobre a Aphortesp: http://www.aphortesp.com.br/
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora