Taxa de desemprego na Região Metropolitana de Curitiba é a menor do Brasil

A taxa de desocupação da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), em abril, foi de 3,8% da população economicamente ativa, conforme a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico (Ipardes). Essa taxa foi semelhante à do mês anterior e inferior à de 4,3% de abril do ano passado. Entre as sete áreas de capitais pesquisadas, a RMC mantém-se como a de menor desocupação. 

Segundo o diretor do Centro Estadual de Estatística do Ipardes, Daniel Nojima, para o conjunto das seis regiões metropolitanas do país, a taxa apresentou estabilidade, tendo se alterado de 5,7% em março para 5,8% em abril. (Ver tabela abaixo). 

A estabilidade da taxa de desocupação na RMC reflete igualmente uma estabilidade dos níveis de ocupação nos diversos setores da economia local. Entretanto, no intervalo de um ano (abril de 2013 contra abril de 2012) a pesquisa permanece confirmando o dinamismo do mercado metropolitano em geral, com contínua expansão da ocupação dos vários setores, com destaque a serviços comércio e indústria. 

Com relação aos rendimentos, a RMC apresentou, em abril, rendimento médio do trabalho de R$ 1.981,40, valor inferior em 1,6% ao do mês anterior, porém, estável com relação a abril do ano passado, com 0,2% de variação. Este valor supera a média nacional no mês (R$ 1.862,40) e figura como o segundo maior dentre as sete regiões pesquisadas, tendo à frente a área metropolitana de São Paulo, com R$ 1.996,70. 

CAGED - As tendências observadas na PME se reproduzem nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que revelam variação de 0,45% do emprego com carteira entre março e abril e de 1,78% quando considerados os últimos doze meses até abril. O Caged também aponta para o conjunto do Estado do Paraná um desempenho relevante do mercado de trabalho regional, tendo em vista o aumento de 3,21% no saldo de empregos criados na comparação dos últimos doze meses terminados em abril.

tabela
Áudio:
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora