Beto Lunitti anuncia mais de R$ 3 milhões em medicamentos

Prefeito Beto Lunitti
O prefeito Beto Lunitti e o secretário de Saúde de Toledo Edson Simionato assinaram nesta segunda-feira (20), os documentos que constam o registro de preços de medicamentos para a administração municipal. Ao todo, serão R$ 2.101.740,45 para aquisição de itens para a Farmácia Municipal e R$ 1.283.584,45 para compra de materiais e remédios hospitalares utilizados nas unidades básicas de saúde do município e no Núcleo Integrado de Saúde Doutor Jorge Nunes (Mini Hospital). Beto lembrou que a assinatura destes contratos representa mais qualidade para os usuários dos serviços de saúde municipais. “Quando o município oferece o atendimento de saúde aos seus cidadãos, precisa dar também os subsídios para o tratamento”. O prefeito ainda comentou que, em sua gestão, à saúde pública esta tendo uma atenção especial. “Estamos construindo uma política de saúde voltada à prevenção, por meio da implantação de mais equipes do Programa Estratégia Saúde da Família (ESF) e do fortalecimento da rede de Atenção Básica, e gradativamente atendendo aos problemas já instalados como o tempo de espera para consultas de especialidades e outros procedimentos”, salientou. 
De acordo com a diretora do Departamento de Farmácia, Fabiana Trento, estes gastos prevêem o abastecimento dos setores para os próximos doze meses. “O registro de preços serve para que a administração municipal, dentro das necessidades faça à compra dos medicamentos que serão distribuídos a população”. Fabiana lembrou que, dentro das necessidades, os itens aprovados são adquiridos pelo município. “No processo, apontamos uma previsão de cem unidades de um determinado item. Entretanto, se utilizarmos apenas setenta, pagaremos pelos setenta”, explicou. 
 Secretário de Saúde Edson Simionato
Edson Simionato salientou que, da mesma forma que podem sobrar itens nesta previsão, em caso de aumento de demanda de algum produto, será aberta nova licitação. “Se durante o período verificarmos que poderá ocorrer falta, abriremos novo processo para complementar a lista e não termos falta de medicamentos”, comentou. 
Ampliação da oferta 
Segundo a diretora Fabiana Trento, o município de Toledo estuda uma ampliação na Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remune). Fabiana informou que a discussão foi aberta junto com farmacêuticos e visa melhorar o acesso da população a uma variedade maior de medicamentos. Em relação a alguns remédios, como o metoprolol, utilizado no tratamento de problemas do sistema cardiovascular e incluído na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) em 2012, que no ano passado era distribuído de forma parcial aos pacientes da rede pública via Farmácia Municipal, em 2013, será entregue totalmente. “É um medicamento bastante caro e o município atendia apenas com metade da dosagem. Logo, que fazia uso, num mês pegava na unidade de saúde e no outro precisava comprar. A partir desta nova licitação, a população vai receber toda a dosagem prescrita pelo médico no posto”, finalizou.

author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora