Trote Cultural doa livros para Penitenciária em Cascavel


 
Cerca de 200 livros de autores brasileiros e estrangeiros já foram doados à Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC) desde fevereiro, quando a Universidade Estadual do Oeste (Unioeste) iniciou o projeto Trote Cultural. A iniciativa, que continua até 31 de março, estimula calouros de todos os cursos da universidade a doar livros para a população carcerária local. Administrada pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, a PEC é uma unidade de regime fechado para homens.

O Trote Cultural tem um duplo objetivo, disse a coordenadora pedagógica da PEC, Delir Freitas Rogowski. “Por um lado possibilita aos detentos o acesso à literatura, ajudando no processo de ressocialização e reinserção social. Por outro, desenvolve no estudante universitário o espírito crítico e de comprometimento com os excluídos da sociedade”, afirma.

Com 900 detentos, a penitenciária tem um acervo bibliográfico ainda insuficiente para atender a demanda dos educandos e dos presos que se encontram fora do processo de escolarização. “O compromisso social da PEC se completa ao melhorar o nível de escolarização e oferecer uma vida digna àqueles que passaram pela privação de liberdade”, afirma Delir.

DOAÇÕES – A campanha recolhe livros novos ou usados, desde que estejam em bom estado de conservação. Os livros que não atendem a critérios de segurança serão doados a outras instituições públicas de Cascavel.

“O estímulo à leitura faz parte do projeto pedagógico em execução no sistema penitenciário paranaense, porque valoriza a cultura e possibilita ao apenado o contato com o mundo exterior. Isso é importante para a reconstrução de sua cidadania”, disse a secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Uille Gomes.
Áudio:

  •  
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora