Transtol vai analisar reclamações encaminhadas à Ouvidoria

 
A empresa Transtol, responsável pelo transporte coletivo em Toledo, vai analisar e tentar resolver uma série de reclamações dos usuários de Toledo. O compromisso foi assumido pelo diretor da empresa, Camilo Marra, que recebeu uma série de reclamações de usuários encaminhados à Ouvidoria Geral do município. As informações foram repassadas na quinta-feira, 15, durante uma reunião no gabinete, que contou com a presença do prefeito em exercício, Lúcio de Marchi, do Ouvidor Geral, Lourival Neves Júnior, do secretário de Administração, Moacir Vanzzo, do secretário de Segurança e Trânsito, João Vianei Crespão, além do diretor de Trânsito, Givonildo Dalabrida, e da coordenadora da Pessoa com Deficiência, Edna Zanetti.

Entre os pedidos encaminhados para a prefeitura estão a ampliação de linhas no Panorama II, Loteamento das Orquídeas, Fachini, entre outros bairros que tiveram um crescimento populacional bairro e que estão enfrentando problemas de superlotação; implantação de uma linha para o mini-hospital saindo do Santa Clara IV e implantação de novos pontos de ônibus. Usuários reclamaram também do tratamento dispensado pelos motoristas a idosos e portadores de deficiências, bem como a dificuldade de acesso aos veículos por cadeirantes ou com outras limitações físicas. Os usuários reclamam que os motoristas não estacionam próximo ao meio fio, o que dificulta o acesso para quem tem limitações físicas e nos dias de chuva.
Segundo o secretário de Segurança e Trânsito, esta questão também exige uma discussão com a sociedade, uma vez que para isso teria que reduzir vagas de estacionamento dos demais veículos. “Para permitir que o veículo se aproxime mais do meio fio a área demarcada para estacionamento do ônibus terá que ser maior, tirando vagas dos demais veículos, o que também gera reclamação em áreas onde o número de vagas para estacionamento é restrito”, explica.
Foram registradas ainda reclamações de ônibus sujos, atrasos em linhas de alguns bairros e falta de educação de alguns motoristas no tratamento de usuários, especialmente idosos e cadeirantes. Durante a reunião, o diretor da empresa se comprometeu a analisar e dar uma resposta a todos os questionamentos e pediu ao município estudos com relação a possibilidade de mudar a saída de veículos no Terminal Rodoviário Urbano. Segundo ele, a mudança na saída, que hoje é pela Rui Barbosa, poderia reduzir em pelo menos cinco minutos o tempo gasto até chegar a Barão do Rio Branco. Hoje a empresa sai pela Rui Barbosa, contorna a Parigot de Souza, São João e Raimundo Leonardi, até chegar a Barão, passando por dois sinaleiros. A proposta da empresa é abrir uma passagem exclusiva para ônibus, saindo pela Raimundo Leonardi, chegando na Barão do Rio Branco. Lúcio determinou que seja feito um estudo neste sentido pelo engenheiro de tráfego da Secretaria de Segurança e Trânsito para avaliação.
 
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora