Paraná lança boletim com indicadores de ciência, tecnologia e inovação


 
A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) lançaram nesta sexta-feira (16) a primeira edição eletrônica do Boletim Indicadores C,T&I. A publicação faz parte de um projeto que visa criar no estado um sistema de indicadores relacionados a ciência, tecnologia e inovação, como força de aperfeiçoar a gestão e a formulação de políticas na área. 

O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, explica que o boletim é resultado de um acordo de cooperação assinado pelo governo do Estado com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, em outubro do ano passado, para a produção e aperfeiçoamento dos indicadores estaduais de ciência e tecnologia. Trata-se de um esforço nacional, acompanhado pela Rede de Indicadores Estaduais de C&T, criada em novembro pelo ministério, com representantes dos 27 estados e do Distrito Federal. 

“Com o boletim, o Paraná se organiza para melhor atender os compromissos com o governo federal. Os indicadores são instrumentos de gestão e nos ajudam a orientar a formulação, o acompanhamento e a avaliação da política estadual de C&T, ”, afirma o secretário 

CONTEÚDO – A primeira edição do boletim contém dados sobre instituições que captam recursos junto à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a demografia dos doutores e o perfil da pós-graduação no Paraná, com o número de cursos e alunos titulados. 

“São dados quantitativos extraídos de bases nacionais consolidadas, que permitem à sociedade conhecer o perfil da produção científica, tecnológica e da inovação das nossas instituições de ensino e pesquisa e empresas, comparando os resultados com o desempenho de suas congêneres em alguns estados selecionados”, explica a coordenadora do projeto na secretaria, Maria Elizabeth Lunardi. 

Quanto à oferta de cursos de pós-graduação stricto sensu, o trabalho evidencia que, ao lado da Bahia, o Paraná é um dos estados que apresentou um crescimento bastante superior à média nacional. Na oferta de cursos de mestrado, a liderança é das universidades estaduais; no doutorado são as federais que ainda ofertam o maior número de cursos, mas as estaduais têm apresentado um crescimento significativo. 

Os dados mostram também que, no Paraná, as empresas públicas e privadas lideram a captação de recursos, na maior parte reembolsáveis, junto à Finep e que os projetos de apoio à modernização e implantação da infraestrutura de pesquisa das instituições de ensino superior são bastante expressivos se comparados ao total captado por estas instituições no período de 2007 a 2010. 

Outra constatação importante diz respeito à titulação de doutores no Paraná. Grande parte dos profissionais formados estão trabalhando em outros estados. “Isso destaca a contribuição do sistema de ensino superior do Paraná para a formação de profissionais qualificados atuando em outras unidades da federação”, diz Maria Elizabeth. 

Acesse o Boletim Indicadores C,T&I clicando aqui ou no endereço 

Áudio:
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora