Homicídios dolosos caem 6,45% em Curitiba no primeiro bimestre


 
Um relatório estatístico criminal, apresentado pela Secretaria da Segurança Pública nesta terça-feira (13/03), registrou uma redução de 6,45% no número de homicídios dolosos (com intenção de matar) em Curitiba no primeiro bimestre de 2012 em relação ao mesmo período do ano passado. Foram registradas 116 mortes na cidade nos dois primeiros meses deste ano, contra 124 no ano anterior. 

Os números foram apresentados durante reunião de avaliação do Comitê Gestor de Segurança Pública, que reúne delegados da Policia Civil e oficiais da Polícia Militar da capital. Em janeiro de 2011, foram registrados 76 crimes de homicídio e em fevereiro foram 48 casos. Em 2012, foram registrados 58 homicídios em janeiro e o mesmo número em fevereiro. 

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, a redução da criminalidade serve de estímulo para os policiais e representa tranqüilidade para a população. “A diminuição da criminalidade é resultado de uma tendência que está constante. Temos muito que fazer para que a taxa seja a ideal na capital, mas esse é um avanço para ser comemorado”, disse ele. 

O secretário explica que pelas metas adotadas pelo governo estadual esses números devem baixar mais até o fim do ano. Ele disse que o objetivo para o Paraná é a redução da taxa de 30 homicídios para cada 100 mil habitantes (registrado em 2010) para 21 homicídios para cada 100 mil habitantes, até 2015. 

A metodologia utilizada no relatório estatístico criminal cruzou dados de inquéritos policiais abertos com boletins de ocorrências unificados e informações da Polícia Civil e Militar. Os dados da criminalidade do Paraná devem ser divulgados trimestralmente e por região no portal da Segurança Pública (www.sesp.pr.gov.br). 

RECURSOS – O secretário garantiu que o governo estadual já assegurou R$ 250 milhões para a execução de programas na área de segurança pública em 2012. Segundo ele, o dinheiro tem três fontes: R$ 100 milhões do Tesouro do Estado; R$ 100 milhões do Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp) e R$ 50 milhões de recursos da própria secretaria. “O dinheiro já está disponível e com ele será possível iniciar a grande revolução da segurança pública paranaense”, afirmou. 

Almeida César disse que a redução da criminalidade só será possível com a implantação de medidas estruturantes. “Com a chegada desses recursos iremos nesse semestre avançar nas obras e implantar ações importantes”, garantiu. Ele afirmou que a verba será aplicada nos dez projetos prioritários do governo que atenderão todo o Estado. 

Nesta semana serão abertos editais de licitação para a construção dos Institutos Médico Legal (IML) de Curitiba, Londrina e Maringá e para a aquisição de 3,5 mil viaturas com tecnologia embarcada. Almeida Cesár destacou outros investimentos para Curitiba, como a implantação do batalhão da PM no bairro Cidade Industrial e construção de delegacias no conceito de polícia cidadã. 

O governo também irá aumentar os distritos policiais no município de 13 para 18, seguindo a regra de um para cada 100 mil habitantes. Também serão implantados módulos móveis nos 75 bairros de Curitiba. Cada unidade conta com um furgão, duas motocicletas e uma viatura. 

INDICADORES – Durante a reunião com os gestores da segurança pública, o secretário Reinaldo de Almeida Cesár assinou uma resolução que insere os crimes de roubos, furtos, roubos, furtos e recuperação de veículos e o número de armas apreendidas no sistema de métrica da pasta. 

Almeida César afirmou que com os novos indicadores será possível monitorar e avaliar o trabalho dos gestores policiais. Todos os dados, segundo ele, terão ampla divulgação. Os dados serão divulgados mensalmente e por região no site da secretaria. 

De acordo com o secretário, a intenção é ter claro para a população quais são os bairros, dias e horários que mais ocorrem os crimes. Ele destacou ainda a importância da credibilidade dos números. “Haverá uma metodologia, com dados técnicos e sem maquiagem. A reprodução da realidade só é possível com a divulgação dos verdadeiros números”, concluiu.
Áudio:


  •  
author

União Agora

Seu Portal de Notícias, Brasil.

Receba atualizações do site por e-mail em sua caixa de entrada!

www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora