Anunciados R$ 30 Milhões para água e esgoto de Toledo

ÁGUA TRATADA
O índice de cobertura com o serviço de esgoto no município chegará próximo a 90%

Mounir Chaowiche, Deputado Schiaviato, Governador Beto Richa e Prefeito Lúcio de Marchi
Por Clóvis Pedrini Jr.
Durante a 44ª edição da Festa Nacional do Porco no Rolete em Toledo, realizada neste domingo (17), o governador Beto Richa (PSDB), acompanhado do deputado estadual José Carlos Schiavinato (PP), do prefeito Lucio de Marchi (PP) e do presidente da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná), Mounir Chaowiche, confirmou R$ 30 milhões em obras de melhoria e ampliação dos serviços de água e de esgoto do município.

O montante vai se somar aos R$ 65 milhões já aplicados pela Sanepar em Toledo, desde 2011. “Toledo recebeu nos últimos anos, o maior investimento que um governo já fez na cidade”, disse Richa. O governador e o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, autorizaram o pregão eletrônico para a compra de uma estação modular compacta de esgoto, com capacidade de 100 litros por segundo. A unidade será instalada no Rio Toledo. A nova estação modular ficará em operação até que seja concluída a ETE Sul que está em construção no Rio São Francisco. Além disso, a Sanepar vai implantar 14 quilômetros de rede coletora para atender partes do Jardim Coopagro, do Loteamento Dullius e do Jardim Planalto.

Segundo a Sanepar, a ETE Sul deverá começar a funcionar em abril de 2018, quando as outras estações de esgotos localizadas na Vila Paulista, Dom Pedro, Jardim Parizotto e Bressan serão desativadas e somada à funcionalidade da ETE Norte –inaugurada em agosto deste ano em um investimento de R$ 12,8 milhões– o índice de cobertura com o serviço de esgoto no município chegará próximo a 90%.

O presidente da Sanepar destacou que a construção da estação Sul é uma reivindicação antiga da população e que a desativação das estações na área central do município trará mais qualidade de vida aos moradores. “O invesimento fará de Toledo uma das melhores cidades em saneamento do país. Saneamento é questão de saúde e meio ambiente. Com a nova estação Sul expandimos a rede e traremos mais conforto para as pessoas”, disse.

Schiavinato disse que esse investimento da Sanepar irá ajudar a resolver o problema do mal cheiro nos bairros. “Logo no início da gestão do Lucio e do Tita, viemos à Curitiba junto para tratar desse assunto que há décadas é um problema não resolvido da nossa cidade. A solução para a eliminação do mal cheiro na cidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha, não esperava que a solução viesse tão rápido”.

O prefeito de Toledo, Lucio de Marchi, lembrou que a obra estava programada para o fim deste ano, mas foi adiantada graças a um desafio proposto ao governador, na inauguração da Estação Norte há cerca de um mês, para liberar os trâmites na Festa do Porco no Rolete. “Sabíamos que o tempo era curto e estamos muito gratos por vermos que as propostas do governo estão se consolidando e por fazermos parte desse projeto de desenvolvimento e crescimento de Toledo”, declarou.

TECNOLOGIA DE PONTA

Uma das regiões do município que mais crescem, o Jardim Coopagro, também será beneficiado com investimentos da Sanepar. Está previsto para entrar em funcionamento até maio de 2018, um reservatório com capacidade para armazenar 2 milhões de litros de água tratada com a mais moderna tecnologia disponível no mercado. A unidade será construída com aço vitrificado no lugar do tradicional concreto armado. A nova tecnologia de placas de aço vitrificado oferece algumas vantagens em relação às unidades feitas em concreto. Uma delas é o prazo para instalação que é de cerca de 40 dias contra o prazo mínimo de seis meses das unidades convencionais. As placas de aço são parafusadas umas nas outras de forma rápida e segura.

Além de ter menor custo para implantação, o aço vitrificado elimina quase que totalmente as necessidades de manutenção e possibilita a mudança de local. “Esse tipo de reservatório facilita o processo de limpeza e extingue os trabalhos de reparos em pintura e impermeabilização”, explica o gerente da Sanepar, Renato Mayer Bueno. O custo para implantação deste reservatório é de R$ 930 mil.

A Sanepar também colocará em operação o poço 19, que vai abastecer 14.500 famílias nos bairros Vila Pioneira, Panorama, São Francisco, César Park e Jardim Bressan. E está em fase de licitação a perfuração do poço 22. A Companhia de Saneamento do Paraná ainda auxiliará o município com a implantação de Ecopontos.
Deputado Schiavinato


Municípios do Oeste assinam convênios com Estado

As cidades de Anahy, Corbélia e Missal foram beneficiadas por meio da atuação do Deputado Schiavinato
Por Clóvis Pedrini
Governo do Estado vai repassar mais R$ 22 milhões para investimentos em 73 municípios paranaenses. Os convênios foram assinados pelo governador Beto Richa durante encontro com os prefeitos, nesta terça-feira (05), no Palácio Iguaçu, em Curitiba. As prefeituras vão investir em melhoria da infraestrutura urbana, compra de equipamentos rodoviários, equipamentos agrícolas, tratores, caminhões basculantes, kits de material esportivo e academias ao ar livre.

Segundo Richa, a cada semana o Estado dá mostras da capacidade financeira alcançada com o ajuste fiscal, e isto tem se refletido no intenso apoio aos municípios. “No meio da crise, o Paraná é o único estado brasileiro que mantém investimentos em alta. Toda semana, prefeitos vêm a Curitiba para receber recursos que garantem o desenvolvimento dos municípios”, disse o governador.

Por meio da atuação do deputado estadual José Carlos Schiavinato (PP) três municípios foram beneficiados nessa rodada de investimentos. Anahy, Corbélia e Missal assinaram novos convênios com a secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedu/PR).

O prefeito Carlos Antônio Reis (PSC) de Anahy decidiu, depois de realizar uma audiência pública, investir os R$ 150 mil em recape asfáltico. O distrito de Ouro Verde em Corbélia, do prefeito Dr. Giovani (PMDB), também receberá um novo recape asfáltico com a aplicação R$ 165,8 mil em recursos. Já em Missal, o prefeito Hilário Jacó Willers (PP) e o vice Eduardo Staudt (DEM) optaram em adquirir um ônibus universitário 0km.

O vice-prefeito de Corbélia, Dangelles Decki (PP), agradeceu os investimentos para o município. “Para o gestor municipal fica mais fácil ter um deputado atuante que constantemente luta por recursos junto ao Governo do Estado, esses recursos serão integralmente aplicados na recuperação asfáltica de nossos distritos. ”

Para Schiavinato, a rotina de investimentos por parte do Governo do Estado aos municípios é reflexo do ajuste fiscal empreendido pelo governador Beto Richa e pela base de apoio na Assembleia Legislativa do Paraná. “Toda semana recepcionamos aqui em Curitiba prefeitos que vêm receber recursos para seus municípios. Temos um governo municipalista e é papel do deputado levar as demandas das cidades até o executivo estadual”.


Janot diz que acordo de delação da JBS será avaliado e pode ser anulado

José Cruz/EBC/FotosPúblicas

André Richter – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informou, há pouco, que abriu investigação para avaliar a omissão de informações nas negociações das delações de executivos da JBS. Caso comprovada a omissão, os benefícios concedidos aos delatores poderão ser anulados, disse o procurador.

O pronunciamento de Janot foi feito no auditório do Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF).

A possibilidade de revisão ocorre diante das suspeitas dos investigadores do Ministério Público Federal (MPF) de que o empresário Joesley Batista e outros delatores ligados à empresa esconderam informações da Procuradoria-Geral da República. 

Provas colhidas nas delações devem ser mantidas

No entendimento do procurador, se os benefícios dos delatores forem cancelados, as provas contra as pessoas citadas devem ser mantidas e continuarão nas investigações. No entanto, a decisão final cabe ao Supremo.

"Será mostra de que não se pode ludibriar o Ministério Público e o Poder Judiciário", disse ele. 

Janot explicou que um áudio entregue pelos advogados da JBS narra supostos crimes que teriam sido cometidos por pessoas ligadas à PGR e ao Supremo. A gravação foi entregue, por descuido dos advogados, como uma nova etapa do acordo.

Segundo Janot, um dos suspeitos é o ex-procurador Marcelo Miller, que foi preso na investigação envolvendo a JBS, e há um outro suspeito com "foro privilegiado" no Supremo Tribunal Federal (STF). Os fatos teriam sido omitidos na delação.

De acordo com nota da PGR, em uma das gravações, com cerca de quatro horas de duração, Joesley Batista, dono da JBS, e Ricardo Saud, diretor do grupo, conversam sobre uma suposta atuação de Miller.

"Apesar de partes do diálogo trazerem meras elucubrações, sem qualquer respaldo fático, inclusive envolvendo o Supremo Tribunal Federal e a própria Procuradoria-Geral da República, há elementos que necessitam ser esclarecidos. Exemplo disso é o diálogo no qual falam sobre suposta atuação do então procurador da República Marcello Miller, dando a entender que ele estaria auxiliando na confecção de propostas de colaboração para serem fechadas com a Procuradoria-Geral da República. Tal conduta configuraria, em tese, crime e ato de improbidade administrativa", diz a nota.

Rodrigo Janot também informou que vai pedir ao ministro do Supremo Edson Fachin, responsável pelas investigações da Lava Jato no STF, medidas para avançar na apuração do descumprimento do acordo. Fachin poderá decidir sobre a derrubada do sigilo das gravações.

Delação premiada 

Apesar da possibilidade de anular o acordo com a JBS, Janot defendeu a delação premiada como instrumento para investigações e que deve ser preservado. De acordo com ele, se os executivos da JBS erraram, deverão pagar por isso, mas "não desqualificará o instituto [da delação premiada]". 

JBS

Procurada pela reportagem, a JBS ainda não se manifestou sobre as declarações de Janot.


Famílias do Residencial Por do Sol na Grande Pioneiro recebem as chaves da casa própria

Casa própria muda a vida de 104 família em Toledo

O prefeito de Toledo, Lúcio de Marchi, afirmou que essa parceria com o Governo do Estado tem sido muito importante para o município e que a região tem sido muito beneficiada.
Por Clóvis Pedrini
Cento e quatro famílias de Toledo, receberam no sábado (26/08) as chaves da casa própria. Elas são as novas moradoras do Residencial Nascer do Sol, empreendimento construído em uma parceria entre o Governo Federal, Governo do Paraná e Prefeitura de Toledo. A entrega foi feita pela governadora em exercício Cida Borghetti, pelo prefeito Lúcio de Marchi, representantes da Caixa Econômica Federal, deputado federal Dilceu Sperafico e pelo deputado estadual José Carlos Schiavinato .

Localizado na Grande Pioneiro, o empreendimento, de R$ 7,8 milhões, foi financiado com recursos do FGTS, por meio do programa Minha Casa Minha Vida. São 97 casas com 43 metros quadrados e sete com 44 metros quadrados – adaptadas para pessoas com deficiência. Os imóveis possuem dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa.

A governadora em exercício destacou a importância das parcerias entre Cohapar, Caixa Econômica Federal, Sanepar e Copel para concretizar a obra em benefício das famílias do município. “O Governo do Estado está presente aqui em Toledo. Cerca de 450 pessoas estarão sendo agraciadas com uma moradia, um ambiente saudável para criar seus filhos e fazer aqui a história de cada um”.

O prefeito de Toledo, Lúcio de Marchi, afirmou que essa parceria com o Governo do Estado tem sido muito importante para o município e que a região tem sido muito beneficiada. “Sem dúvida alguma essa parceria vai viabilizar novas habitações no futuro. Agradeço ao Governo pelo apoio para proporcionar um lar a essas 104 famílias”, disse.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, acompanhou a programação e destacou que a casa própria também significa mais saúde e qualidade de vida às pessoas. “Se as famílias morarem em um bairro com asfalto terão menos problemas alérgicos, se tiverem saneamento, reduzem os problemas de saúde nesta área e se uma casa adequada, melhores as condições de habitação e consequentemente de saúde. Ele recomendou às famílias que receberam no sábado as chaves da sua casa que se esforcem para transformar em lar o patrimônio que receberam. “Que este local sirva de encontro, de convivência, de troca de ideias de sonhos que se realizam”, acrescentou, ressaltando ainda que a casa própria, pelos benefícios que traz aos seus moradores, também garante mais saúde e qualidade de vida.

O deputado estadual José Carlos Schiavinato lembrou na entrega das casas populares o período em que foi prefeito de Toledo. Em dois mandatos, como prefeito, tendo o atual como vice-prefeito, entregou um total de 2.500 casas populares. Ele destacou o envolvimento de todos os parceiros e ressaltou que esta parceria é fundamental para que a comunidade seja beneficiada. “Aqui tem a mão de todos, de diferentes órgãos e setores para que as famílias sejam beneficiadas”. O deputado federal Dilceu Sperafico igualmente ressaltou o envolvimento dos diversos setores e compromisso do estado e da união para viabilizar projetos sociais como estes, que garantem a realização de um dos maiores sonhos da população, que é o direito a casa própria.

RENDA E SUBSÍDIO

O valor das unidades é de aproximadamente R$ 75 mil e, devido a subsídios das três instâncias do governo, as parcelas são reduzidas e variam entre R$ 321 e R$ 733. As famílias beneficiadas, que possuem renda entre um a seis salários mínimos, podem financiar a moradia em até 360 meses. A redução de custos se dá por meio da assessoria técnica da Cohapar e instalação das redes de água e esgoto e de energia elétrica, pela Sanepar e Copel.

O valor reduzido das parcelas irá ajudar a família de Cleici e João Machado a economizar no aluguel e aplicar os recursos no imóvel próprio. Pais de duas crianças, eles moravam em uma casa cedida por familiares e agora, enfim, podem celebrar a conquista de um novo lar. “É um sonho realizado. Agora vou poder falar que essa é a minha casa”, comemorou João. “Agora morando no que é meu a economia é maior e a tendência é só melhorar”, disse Cleici.
Confira a fala do deputado Schiavinato no evento:

VESTIBULAR 2017/18 – UFPR Campus Toledo oferece 60 vagas para Medicina e terá nova sede em 2018

Em 2018, ano em que as obras da nova sede do campus Toledo serão concluídas, a unidade ingressará os alunos de sua quinta turma de Medicina. Ainda muito recente, o campus concentra-se apenas no curso de Medicina desde 2016. O vestibular 2018 abrirá 60 novas vagas que serão divididas entre o primeiro e o segundo semestre do ano.
Os estudantes que ingressarem neste vestibular já terão acesso às novas salas de aula, áreas para pesquisa, laboratório de simulação, área administrativa e centro de eventos. A construção de nove mil metros quadrados que abrigará a graduação é o primeiro empreendimento do Biopark – parque tecnológico de biociências – e triplicará o espaço disponível para o curso. O terreno e a construção da estrutura são doações do empresário Luiz Donaduzzi e sua esposa, Carmen.
Com destaque para um projeto pedagógico com currículo moderno, integrado e enfocando o aprendizado na comunidade, a parceria entre universidade e população local é fundamental para o bom funcionamento da graduação. Cristina de Oliveira Rodrigues, diretora do campus, salienta que os alunos aprendem fazendo, pois desde os primeiros dias letivos têm contato com as Unidades Básicas de Saúde regionais.
O projeto pedagógico utiliza metodologias ativas de ensino e aprendizagem, centradas nas necessidades dos estudantes como sujeito da aprendizagem e no professor como facilitador desse processo. A metodologia predominante embasa-se na Aprendizagem Baseada em Equipes (TBL – Team Based Learning)”, relata Cristina. Além do ponto forte que é a integração entre a UFPR e a rede de saúde municipal, outro aspecto notório é o grande número de projetos de extensão voltados para a comunidade que estão sendo desenvolvidos por lá.
O jovem curso de Medicina em Toledo complementa a tradicional e centenária graduação oferecida em Curitiba. Assim como o curso da capital, o de Toledo se destaca pela qualidade de ensino e de formação profissional, diferindo-se pelas metodologias ativas de ensino-aprendizagem presentes desde o início da formação. A mudança para a sede definitiva, com infraestrutura especialmente desenhada para abrigar o curso, é fator animador para o próximo ano. “Nesta sede, além dos laboratórios tradicionais, teremos uma ala de Simulação Clínica, com consultórios, salas de procedimentos, enfermaria, UTI, sala de parto e centro cirúrgico experimental”, conta a diretora.
A expectativa é que, a para o vestibular de 2018, o número de inscritos supere o do ano passado, que foi de 3350, uma média de 55,62 candidatos por vaga. Dos aprovados, trinta ingressarão no início do próximo ano e outros trinta no segundo semestre.
A cidade
Localizada na região oeste do Paraná a cerca de 540 quilômetros de Curitiba, a cidade de Toledo é considerada a Capital do Agronegócio no estado e reúne grande concentração de cooperativas e empresas. Estes aspectos tornam o município um dos maiores produtores de grãos do interior do Paraná. Além disso, Toledo se destaca na indústria de medicamentos, um dos motivos da relevância do curso de Medicina no local.
Outro fator interessante é que a cidade é tida como polo universitário, sediando oito centros de Ensino Superior, sendo três universidades públicas. Assim, é a cidade com maior número de universidades públicas do oeste do estado.
Abrigando cerca de 133 mil habitantes (segundo levantamento de 2016 do IBGE), a região se destaca pelas belezas naturais como as trilhas ecológicas do Rio São Francisco, cachoeiras e parques ecológicos.
Estrutura do Campus
Em seus dois primeiros anos de funcionamento, o campus esteve instalado em uma sede provisória disponibilizada pela prefeitura e que retornará para sediar a Secretaria de Educação do Município. Ainda assim, essa estrutura compreende todos os recursos necessários com salas de aula, laboratórios, biblioteca, salas de conferência e auditório.
O novo campus está localizado em uma área de 65 mil metros quadrados, anexa ao Biopark. Foi arquitetado para atender especialmente o curso de Medicina. Além disso, futuramente será construído um outro campus em frente ao Hospital Regional, o que certamente complementará o desenvolvimento acadêmico dos alunos.
O sistema de saúde da cidade foi um dos motivos pelos quais Toledo foi escolhida para sediar o curso. A UFPR estabeleceu parceria com a Prefeitura do município, para oferta de cenários de práticas em todas as Unidades de Saude da cidade. Atualmente os alunos têm aulas práticas em seis unidades de saúde da cidade e a previsão é que essa cooperação se expanda conforme novos alunos ingressem na instituição.

Curso
Medicina – A graduação abriu sua primeira turma em 2016. Com duração de seis anos, o curso é realizado em período integral (manhã e tarde).
A Medicina abrange atenção à saúde em todos os seus níveis: primário, secundário e terciário. O ser médico envolve gostar de pessoas e lidar com elas, pensando na promoção da saúde, na prevenção e tratamento de doenças. Entre as principais características do acadêmico de medicina estão a dedicação, o olhar voltado para o próximo, a curiosidade científica, e uma grande capacidade de estudos, pois a área evolui muito rapidamente.
Mercado Profissional: O médico formado pela UFPR será um profissional generalista, conforme as diretrizes curriculares orientadas pelo Ministério da Educação. Todavia, o universitário pode se especializar após os seis anos de curso, fazendo pós-graduação ou residência médica – o que leva, no mínimo, mais três anos de estudos. É nesse momento que o ginecologista, o ortopedista, o cardiologista, entre vários outros, são constituídos. O curso de Medicina da UFPR procura dar aos seus alunos uma formação humanista, reflexiva, crítica e centrada no indivíduo. A formação não dá prioridade apenas à técnica, mas também à cidadania. O aluno de Medicina precisa aprimorar a sua formação como cidadão, para auxiliar os pacientes.




Convênio para conclusão do anfiteatro do Premen é assinado

Schiavinato definiu a ação como uma missão pessoal.
Por Clóvis Pedrini
No último sábado, 26, foi assinado o convênio para a conclusão das obras do anfiteatro do Colégio Estadual Presidente Castelo Branco, o Premen de Toledo. O ato aconteceu durante a entregue das 104 moradias populares edo Conjunto Residencial Nascer do Sol e contou com a presença da governadora em exercício, Cida Borghetti, do ministro da Saúde, Ricardo Barros, do deputado federal Dilceu Sperafico e do deputado estadual José Carlos Schiavinato.

A licitação está sendo finalizada pela comissão de do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar). O edital deverá ser publicado dentro de quinze dias e o valor será de R$ 677 mil. A construção do anfiteatro do Premen começou em 2014 com recursos próprios da Associação de Pais e Mestres e Funcionários (APMF) que investiu R$ 527.664,53 na obra.

O deputado estadual José Carlos Schiavinato (PP) foi quem intermediou as tratativas junto ao Governo do Estado. “Quero agradecer a secretária de Estado da Educação, Ana Seres Trento Comin; ao diretor presidente da Fundepar, o engenheiro Vitor Hugo Boselli Dantas e ao governador Beto Richa, por atenderem a esta demanda que há anos aguardava uma solução”.

O diretor do Colégio Estadual, Domenício Coelho, explica que o anfiteatro é um sonho antigo. “Esta obra é um sonho da comunidade desde 2006. A metade da obra já está realizada, mas se passaram dez anos. Agora contamos com a competência e comprometimento do deputado Schiavinato”, afirmou. “Nosso colégio tem contribuído com a educação pública do Paraná, o que se pode verificar pelos índices oficiais”, defende Domenício em referência ao primeiro lugar conquistado pela instituição no ENEM de 2016, dentre as escolas estaduais de Toledo. “Tínhamos certeza de que esse pedido de nossa comunidade será atendido. Agradecemos o empenho que o deputado Schiavinato tem feito para a conclusão da obra.”

Schiavinato definiu a ação como uma missão pessoal. “Abracei a causa e acompanhei o processo pessoalmente, levei todos documentos em mãos nas secretarias de Estado e me reuni com a secretária estadual de Educação Ana Seres para discutir o tema. A secretária então deu prioridade à nossa solicitação e se sentiu no compromisso de finalizar a obra ao ver o empenho da comunidade escolar que investiu recursos próprios no empreendimento”.

O recurso repassado agora pelo Governo do Estado será destinado para acabamento, partes elétricas e hidráulicas, banheiros, pintura. A previsão é que as obras comecem ainda neste semestre. O novo espaço vai abrigar atividades como palestras, reuniões, assembleias e apresentações artísticas e culturais do colégio para os alunos e para a comunidade escolar. O colégio atende cerca de 1,2 mil alunos.


Libertadores: Botafogo e Grêmio decidem vaga de semifinalista no Rio

Jorge Wamburg – Repórter da Rádio Nacional Edição: Nádia Franco
Estão marcados para os dias 13 e 20 de setembro os jogos dos times brasileiros que se classificaram para as quartas de final da Copa Libertadores da América neste meio de semana: Botafogo, Grêmio e Santos. As datas foram definidas hoje (11) pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), que também anunciou o calendário das oitavas de final da Copa Sul-Americana, que terão Chapecoense, Flamengo, Sport, Ponte Preta, Fluminense e Corinthians.

Botafogo e Grêmio jogam inicialmente no Engenhão, no Rio de Janeiro, e fazem a segunda partida na Arena Grêmio, em Porto Alegre. Já o Santos irá primeiro ao Equador, para enfrentar o Barcelona de Guaiaquil, e decidirá a vaga em casa, na Vila Belmiro. Os quatro jogos estão marcados para as 21h45 (horário de Brasília). Ainda pelas quartas de final, no dia 13 de setembro, enfrentam-se os argentinos San Lorenzo e Lanús; no dia 14, o boliviano Jorge Wilstermann e o argentino River Plate; no dia 21, voltam a jogar River Plate e Jorge Wilstermann e Lanús e San Lorenzo.

Neste meio de semana, nos jogos de volta, o Botafogo eliminou o Nacional do Uruguai (2x0), o Grêmio fez o mesmo com o Godoy Cruz, da Argentina (2x1), e o Santos desclassificou o Atlético Paranaense (1x0). Palmeiras e Atlético Mineiro foram eliminados, respectivamente, pelo Barcelona de Guaiaquil e Jorge Wilstermann.

As oitavas de final da Copa Sul-Americana têm a seguinte programação para os times brasileiros: jogos de ida, no dia 13 de setembro, Chapecoense x Flamengo; Corinthians x Racing; Sport x Ponte Preta; no dia 14, Fluminense x LDU. Jogos de volta: 20 de setembro, Flamengo x Chapecoense; Racing x Corinthians; Ponte Preta x Sport e dia 21, LDU x Fluminense.

Os outros jogos das oitavas de final da Sul-Americana, entre times estrangeiros, começam no final deste mês: jogos de ida: 23 de agosto, os argentinos Atlético Tucuman e Independiente; no dia 23, o colombiano Nacional contra o argentino Estudiantes; no dia 24, o paraguaio Libertad contra o colombiano Independiente Santa Fé. Jogos de volta: 12 de setembro, Independizante x Atlético Tucumán e Cerro Porteño, do Paraguai x Junior, da Colômbia; dia 14, Independiente Santa Fé x Libertad e, no dia 19, Junior x Cerro Porteño.

A série A do campeonato brasileiro inicia o segundo turno neste fim de semana, com os seguintes jogos: Atlético GO x Coritiba; Vitória x Avaí; São Paulo x Cruzeiro; Vasco x Palmeiras; Atlético Mineiro x Flamengo; Sport x Ponte Preta; Botafogo x Grêmio; Atlético Paranaense x Bahia e Santos x Fluminense.

O jogo entre Chapecoense e Corinthians foi adiado para o próximo dia 23, para que a Chapecoense pudesse excursionar à Europa. O Corinthians lidera a competição, com 47 pontos, seguido do Grêmio (39), Santos (35), Palmeiras (32), Flamengo (29) e Sport (28).


www.CodeNirvana.in

Copyright © UNIÃO AGORA | Notícias | União Agora Portal União Agora